Limpeza Pós-Obra – Confira aqui dicas para Limpeza pós Obra

Limpeza Pós-Obra – Confira aqui dicas para Limpeza pós Obra

 

Quem nunca pensou em fazer aquela mudança na casa, trocando portas de lugar, aumentando um cômodo ou instalando uma fonte pra passarinhos na varanda? Ou então fazer uma obra para consertar um vazamento, arrumar uma parte da fiação ou trocar uma viga?

Em todo caso, o resultado final seria muito gratificante, caso o pó e as raspas de tinta com cimento não ficassem espalhados por toda a parte. Se este for o motivo de postergação de alguma reforma, então esqueça, porque aqui estão às dicas que vão facilitar a limpeza pós-obra de qualquer reforma que venha a acontecer.

LIMPEZA PÓS OBRA

 

O primeiro e mais básico, é remover a cobertura dos móveis. Durante a obra essa cobertura protege os móveis e o chão de toda a sujeira e tinta, mas após uma obra, o pó nela apenas irá sujar todo o local novamente, incluindo os móveis que deveriam estar protegidos.

Então retire o lixo maior, como pedaços de concreto e azulejos que ficaram espalhados, só para eles não atrapalharem o resto da limpeza. Tenha certeza de incluir na lista de utensílios: uma escada, vários panos de chão, produtos de limpeza para remover manchas, uma vassoura, baldes, água e sacos de lixo. Leia bem as especificações dos produtos usados tanto na obra quanto na limpeza, ou pode acabar removendo a tinta que acabou de secar e estragando seu próprio trabalho.

Logicamente, comece pelo teto, depois o fundo do cômodo e depois leve o entulho amontoado para perto da porta. Não seria boa ideia carregar o lixo pelo cômodo inteiro para ter que levá-lo embora depois.

Com relação à saúde do reformador, é bom manter o ambiente bem ventilado, para que a poeira levantada e o odor dos produtos químicos não atrapalhe a respiração. Existem produtos menos nocivos e hipoalergênicos no mercado e devem ser preferidos para pessoas com asma, rinite ou outros problemas respiratórios.

Não use os produtos muito além da área onde serão necessários nem em quantidade acima do necessário, ou só vão gerar mais manchas nas paredes. Lembre-se de fazer um teste, aplicando o produto em uma parte imperceptível da parede, pra ver se o produto não vai reagir com nada no ambiente e piorar tudo. Se isso acontecer, verifique se o resultado foi só uma mancha ou a formação de alguma massa mole. Nesse caso, remova a massa, cubra a área novamente com a tinta e procure um produto diferente para aplicar.

Normalmente o bom e velho pano úmido dá conta do recado. O mesmo vale para remover pó de armários, caixas e outros lugares que nem se imagina como ficaram sujos. Pano úmido e apenas poucos produtos químicos corrosivos. Caso não seja possível evitar os produtos de limpeza, lembre-se de diluí-los em água, tanto para que rendam como para que não comam sua mobilha e seu chão.

Não deixe nenhum dos produtos usados secar no chão sozinho, ou ele pode formar uma camada que grudará no pó ou corroerá o piso. Remova tudo com bastante água antes de colocar tudo no lugar novamente e não se esqueça de limpar os cantos. Se possível, use um aspirador para pegar o pó de locais muito estreitos.

Em caso de reforma no encanamento, pode ser que haja alguma ferrugem impregnando em partes do lugar. Para remover, o melhor é usar água sanitária, também com um pano e algo para que ele alcance os cantos, como um arame dobrado ou a ponta de trás de uma escova de dente velha. Se você usou gesso ou concreto na reforma e ficou alguma sobra, a maioria dos produtos já vem com a recomendação do melhor removedor nos seus rótulos.

 

Não achou o que procura ?

Que tal receber super ofertas por e-mail

Cadastre-se e receba e-mails dos Futuros Lançamento com TABELA ZERO e feche o melhor negocio, pelo menor preço.

Inscrição realizada com sucesso !

Dor Crônica - Otorrino - Ginecologista - Neuropediatra

Santo André disputa último jogo treino

Cadastre-se

Receba Informações sobre os Novos Lançamentos.

Cadastre-se

Receba Informações sobre os Novos Lançamentos.

Hospedado e monitorado IT9 - ABCtudo Todos os direitos